Nada como reencontrar um velho amigo…

Alguns dias atrás estava conversando com um amigo sobre reler um livro. Na verdade já tive essa discussão antes, com vários amigos meus.

Afinal, por que ler um livro que você já leu se existem tantos outros livros para ler ainda?

Guardadas as devidas proporções, acho que a mesma pergunta se aplica em diversos casos e em diversas mídias diferentes.

Por que você joga um jogo que já zerou?

Por que você vê um filme que já viu?

Por que assiste um episódio de uma série que você já assistiu?

Por que continua rindo dos episódios do Chaves se sabem como todos acabam?

É claro que o argumento pode cair na resposta: Rever um filme toma 2 horas do seu tempo enquanto reler um livro, dependendo da sua velocidade de leitura, pode durar dias ou semanas.

Sim, concordo. A questão do tempo é totalmente diferente. Mas se você ama os livros como eu acho que sabe a reposta para isso.

Não importa o tempo que leva, se você gosta de um livro e sente vontade de reler o mesmo, nada disso faz a menor diferença.

Há tempos que eu costumo, com uma certa regularidade, eu faço releituras de O Senhor dos Anéis. Já fiz releituras de Harry Potter, trilogia do Rei do Inverno e atualmente estou relendo O Nome do Vento, do fantástico Patrick Rothfuss.

Cada releitura é uma nova leitura, com novas experiências. É impressionante absorver as mesmas palavras de forma diferente, podendo observar mais os detalhes que você deixou passar antes, talvez por estar ansioso pelo final. Assim como um filme, que quando visto pela segunda vez, revela mais detalhes, um livro também revela novos ares.

Por tanto, pegue aquele livro que está empoeirado na sua estante e de uma nova chance a ele, mesmo se você não tiver gostado da primeira vez.

Leia, releia, quantas vezes for necessário e quantas vezes você quiser.

Conte aqui se você já releu algum livro e como foi a experiência.

Um abraço!

Boas leituras (e releituras também!).